top of page
  • Pròspere Group

Dicas de Instrumentos relevantes no Consultório Odontológico

No mundo da odontologia moderna, a tecnologia e o tempo são indispensáveis em um consultório. A tecnologia já se inicia na primeira consulta, sendo indispensável a utilização de uma câmera de uso profissional, para que se possa estudar a região orofacial de intervenção do cirurgião-dentista, logo após a sessão fotográfica de estudo do perfil do paciente, um programa de alta definição computadorizado é demonstrado, podendo ser discutido em 3D o caso clínico.



Após a discussão do profissional, a consulta com esse método tecnológico fica mais fiel e simples de ser compreendida pelo paciente, na mesma consulta pode iniciar-se as primeiras moldagens de trabalho, com o silicone, que é um material indispensável em um planejamento, pois funciona como um ‘scanner’ manual, para que possamos copiar e relatar tudo o que precisa ser feito em um tratamento odontológico. Conjugado aos silicones, as pistolas facilitam muito o tempo e o desgaste manual de trabalho.


Após a execução das moldagens, o modelo de trabalho conjugado ao mockup é um importante aliado para a discussão do caso com o paciente, dando autonomia ao cirurgião-dentista para mostrar ao paciente o que de necessário será realizado naquele tratamento específico. Depois das dúvidas esclarecidas, o planejamento da cimentação é o próximo passo.


A cimentação durante muito tempo não ajudava a proporcionar ao paciente uma estética favorável, porém nos dias de hoje este material de passo único, como autoadesivos e autocondicionantes, nos poupa tempo e gastos.


O bisturi elétrico é um instrumento prático e moderno, para o ato cirúrgico, já proporcionando uma cauterização, seguida de uma hemostasia precisa.


A utilização de outro material indispensável nos dias de hoje, é a terapia fotodinâmica. O laser na odontologia mostra-se uma excelente opção terapêutica, sendo um segmento fundamental. O mais utilizado no dia a dia é o de baixa intensidade, sendo dividido em dois segmentos, os de infravermelho e vermelho, que se destacam pelo fim da sensibilidade dentinária, reparação tecidual, redução de edema, hiperemia (efeito anti-inflamatório) e analgesia (ausência de dor).


Por fim o uso de instrumento revolucionário, a lupa odontológica, conjugada a um fotófero, que é um instrumento óptico onde oferece a visualização de pequenos incrementos não visto à olho nu, possibilitando ao cirurgião-dentista um novo conceito e visualização clínica moderna.


Sem dúvida, a odontologia falta muito para ser estudada e ampliada, porém, já chegamos em um estágio muito avançado, onde a relação entre paciente e profissional se caracteriza em uma realidade moderna e atual, ajudando a reabilitação estética orofacial em pequenos passos clínicos.


Comments


bottom of page